JOAO
ali
grande
Educação

Governo da PB anuncia ‘Desafio Celso Furtado’ com bolsas para estudantes e professores

As bolsas serão implementadas em cooperação com a Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq/PB), no valor de R$ 400 para estudantes e R$ 600 para professores orientadores.

25/07/2020 05h43Atualizado há 1 semana
Por: Danilo Almeida
Fonte: G1 PB
217

O Governo da Paraíba anunciou o lançamento do “Desafio Celso Furtado: Os ares do mundo – Escola, Criatividade e Desenvolvimento Regional”, nesta sexta-feira (24). O edital deve ser publicado no sábado (25) e visa estimular projetos de desenvolvimento regional sustentável para questões locais com os alunos do ensino médio e EJA da rede estadual de ensino. Estudantes e professores que forem premiados receberão uma bolsa de iniciação científica por 12 meses.

 

As bolsas serão implementadas em cooperação com a Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq/PB), no valor de R$ 400 para estudantes e R$ 600 para professores orientadores.

 

As inscrições podem ser feitas a partir de 3 de agosto, no portal Paraíba Educa. Poderão se inscrever mais de uma equipe da mesma escola, desde que não tenham participantes em mais de uma equipe, seja de estudantes ou de professores. Cada equipe deverá ser composta de até seis estudantes e até dois professores.

 

A participação está restrita às equipes vinculadas às escolas de ensino médio de todas as modalidades de ensino da rede estadual de ensino da Paraíba, sendo a Educação de Jovens e Adultos (EJA) restrita aos ciclos V e VI.

 

O projeto tem como objetivo aproximar os estudantes matriculados na rede estadual com a vida e obra do paraibano Celso Furtado, um dos grandes intelectuais brasileiros do século XX.

 

O desafio

O projeto será desenvolvido em duas etapas: etapa escolar e etapa estadual, considerando diferentes atividades a serem realizadas. Para o desenvolvimento das etapas, serão traçadas Trilhas de Conhecimento, que irão permitir aos estudantes e professores observar a realidade e propor soluções para problemáticas locais, conectando o pensamento de Celso Furtado à Agenda 2030 proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Os alunos e professores que vencerem cada Trilha do Conhecimento estarão aptos a receber a bolsa de iniciação científica, implementada em cooperação com a Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq/PB).

 

As trilhas em que os alunos deverão se basear são: ‘Bem estar socioambiental, ‘Desenvolvimento regional sustentável’ e ‘Instituições eficazes’. Na Etapa Escolar deverá ser implementada uma metodologia para o desenvolvimento dos projetos que considera as seguintes fases: compreensão do problema, projeção de soluções, prototipagem e implantação.

 

A etapa estadual será feita através de um encontro virtual, para que os projetos selecionados possam realizar a defesa da solução desenvolvida. Para esta etapa, deverá ser apresentado e defendido o projeto de implantação que contemple a solução para a problemática estudada.

 

Será criado um banco com nove profissionais especializados nas três Trilhas de Conhecimento, que serão responsáveis por realizar consultorias periódicas e auxiliarem, principalmente, no processo de articulação entre os estudos de Celso Furtado e a aplicabilidade do projeto desenvolvimento no âmbito escolar. Cada profissional selecionado irá receber uma bolsa-auxílio no valor de R$ 800.

 

Assim, será possível partir da compreensão global dos desafios para o desenvolvimento das sociedades, contextualizando-os, a fim de propor soluções inovadoras para as problemáticas locais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias